Aprendendo com o caso da Menina do Vale – Bel Pesce

Qual a imagem você tem passado?

Você já ouviu falar da menina do vale? Bel Pesce é reconhecida em todo o território do Brasil como “A menina do Vale”, a jovem, tem um currículo de causar inveja ao ponto de levantar duras críticas.

Foto do site Abilio Diniz
Foto do site Abilio Diniz

Considerada inspiração para muitos jovens, ela é empreendedora proprietária da VazInova, palestrante, escritora, já foi à vários programas de televisão, saiu em destaque em várias revistas, possui programa diário em uma conhecida rádio, fez palestra sobre empreendedorismo por todo brasil usando o sistema de financiamento de um site de lançamento coletivo.

Em agosto de 2016, a Bel Pesce, viu o seu mundo virar de ponta cabeça, ao ser duramente criticada pelo blogueiro Izzy Nobre, em um artigo publicado no blog Medium.

Após o caso da hamburgueria, quando a Bel Pesce criou a estratégia de lançar a hamburgueria “Zebeléo”, onde ela em parceria com o vencedor do masterchef Leo Yong e o blogueiro Leo Soares pediam fundos através do sistema de financiamento coletivo conhecido como crowdfunding.

Em uma trajetória de sucesso esta estratégia,  poderia ter sido apenas um erro retratado pela Bel, se não fosse o artigo que questiona a veracidade de diversas informações sobre a pessoa e a profissional  Isabel Pesce,  que foi publicado criticando duramente a empreendedora.

Após a polêmica do lançamento da hamburgueria, o blogueiro Izzy Nobre publicou um texto com duras e sérias observações  a respeito da empreendedora intitulado  “Bel Pesce e o empreendedorismo de palco: porque a Menina do Vale não vale tanto assim”.

Bel Pesce buscando gerenciar a crise,  a princípio fez uma live no facebook e fez o seguinte post:

Foto reprodução do facebook
Foto reprodução do facebook

Devido a grande repercussão da crítica a Bel buscou esclarecer. No entanto, mesmo após a “menina do vale” ter feito uma live ao vivo pelo facebook pedindo desculpas a respeito do financiamento coletivo para a hamburgueria e através do post por escrito,  centenas de pessoas criticaram e comentaram,  algumas reforçando a crítica, solicitando que a empreendedora mostrasse provas, por outro lado outras pessoas defendiam a Bel Pesce, dizendo que acreditavam nela e que tudo aquilo era, dor de cotovelo, inveja.

No dia 2 de setembro de 2016 “A menina do vale”, responde as duras críticas ao artigo, postando a resposta tão esperada e aclamada por todos, em resposta às acusações feitas.

Observando tudo o que foi publicado online a respeito desse ocorrido na vida da Bel Pesce, percebe-se que a gestão da marca pessoal é uma obrigatória responsabilidade do profissional e permite que o mesmo seja um líder melhor. A Bel exagerou na forma como ela apresentou a sua vida? Para alguns sim para outros não. O fato é que nos dias de hoje devemos gerenciar o que o que vendemos de nós mesmos, uma vez que as pessoas te seguem online devido algo de valor que você entrega a elas. 

A Bel Pesce entrega valor? 

Acredito que sim e para um público específico, conforme escrito no início desse texto, para os jovens empreendedores.

Não estou aqui julgando ou questionando se ela inflou ou não o currículo mas sim, trazendo a reflexão da importância do profissional fazer um boa gestão da sua marca pessoal ou contratar um profissional que possa auxiliá-lo no planejamento e gestão.

O que o ocorrido nos trás de reflexão?

Somos o que fazemos, a pergunta é: como as pessoas agem online com o que percebem de nós?

O fato é que hoje vivemos em um mundo sem fronteiras, onde a internet veio para facilitar a comunicação, ampliar o território, no entanto, as opiniões se dividem em cada post, em cada artigo em cada vídeo e o caso da Bel está ai para comprovar isso.

Algumas pessoa sabem utilizar bem o poder da internet  e das mídias para potencializar a si mesmo e seus negócios, outros utilizam aproveitando as oportunidades que encontram online para tirarem proveito.

Todos os dias nascem na internet supostos “experts” com fórmulas milagrosas e doutrinárias, que geram  visões obnubiladas, ou seja ofuscadas.  Para não cair nessas ciladas, observe os grandes líderes e sábios, que estão a anos fazendo a diferença no mercado. Podemos perceber mais do que uma comunicação inteligente, eles nos inspiram pelos seus atos, aprendemos através de suas atitudes.

Milhares de pessoas no mundo digital criam personagens, moldam uma segunda personalidade, modificam-se para vender uma imagem que não se sustentará a longo prazo. São pessoas carentes, necessitadas de holofotes para se afirmarem. Não possuem propósito, estão focados em vendas, em tirar o máximo de proveito das pessoas que acreditam em tudo que vêem e ouvem na internet.

Se você deseja atuar no mundo digital  e até mesmo deseja abrir um negócio online precisará entender que você deve ser, verdadeiro, mostrar quem você é e buscar entregar o que você tem de melhor. Se faz necessário analisar e em seguida planejar, executar e gerenciar a marca pessoal.

Infelizmente, equivocadamente alguns acreditam que quanto maior o número de pessoas seguindo fará de você uma autoridade. Será? Acredito que a influência se dá quando se gera a confiança. Pare um pouco e analise, pessoas manipuladoras também influenciam e geram confiança, a grande diferença é que não é gerada uma confiança que seja sustentável.

Podemos concluir portanto, que definitivamente não é a quantidade de pessoas que define a autoridade, mas sim a capacidade de comandar os outros e levá-los a agir. A autoridade tem haver com a capacidade sustentável de mudanças e transformações na vida das pessoas. Ouso dizer que a quantidade de vezes que você gera valor na vida de uma mesma pessoa faz de você um expert muitas vezes maior do que muitos que vemos ouvir falar online com grandes audiências, no entanto gerando poucos resultados na vida das pessoas.

Será que currículos, títulos e condecorações não possuem mais valor como antes? É claro que tudo isso faz parte da construção de quem você é hoje, no entanto, acredito que o que é realmente sustentável online é o valor que uma pessoa é capaz de gerar na vida do outro e para isso se faz necessário ser credível,  autêntico, generoso, colaborador, compromissado, comprometido e principalmente ético.

É preciso ter cautela com o excesso de exposição, é preciso buscar analisar melhor as pessoas e seus comportamentos online, uma vez que vivemos em uma era em que a celebridade pode ser emprestada ou comprada nas mídias. Eu sempre falo com meus clientes que devemos ser interessantes ao invés de ser interesseiros, devemos ser genuinamente verdadeiro primeiro conosco. A recompensa? A recompensa vem ao longo do tempo e através  do que poucos estão buscando, ou seja, verdadeiros relacionamentos, amizades, líderes autênticos, confiáveis que dão grandes e bons exemplos.

Precisamos evoluir em nossas competências interpessoais e a exemplo de grandes mestres possuirmos compaixão e gerar empatia a fim de criar verdadeiras conexões.

Todos nós podemos aprender, que ao invés de olhar para fora e apontar o dedo, deveríamos aprender com este fato que ocorreu com a Bel Pesce e olhar para si mesmo, avaliar-se e perceber o quanto podemos melhorar continuamente e o quanto o Personal Branding se faz importante na vida profissional.

Você sabe qual é a importância de fazer um diagnóstico e análise da sua marca pessoal? Quer saber como você pode potencializar a sua carreira? Clique Aqui

 

gostou-desse-artigo-personalbranding2

Para receber, basta entrar com seu e-mail. Fique tranquilo(a) que não faremos Spam!

Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão

Campos obrigatórios são marcados com *